“Rogo-vos pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável, que é o vosso culto racional. E não conformeis com esse mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que conheçais qual seja a boa, perfeita e agradável vontade do Senhor”. Rm. 12.1-2

Nesse texto o apóstolo Paulo faz uma maravilhosa descrição sobre o culto que apresentamos ao Senhor através da nossa própria vida. Isto é, cada crente pessoalmente, se oferecendo a Deus como uma oferta sobre o altar divino.
Esse é um processo que transcorre na vida de todos que confessaram Cristo como Senhor (Rm 10.9 e 10) e que tomaram parte na comunidade dos santos, a igreja. O doutor dos gentios lembrou que esse processo implica em metanóia e metamorfose. A primeira palavra grega é a mudança de pensamentos; a segunda a transformação manifesta no caráter e comportamento em geral.
Para você obter resultados nesse afã, é necessário atenção à Palavra de Deus e dedicação à oração. Quando você lê a Bíblia você toma consciência da vontade de Deus e quando você ora você fala ao Senhor sobre tuas dificuldades. A palavra de Deus causa um impacto muito forte em nós e leva-nos a desejar o que Deus planejou para nossas vidas. Através da oração, nosso coração clama a Deus por ajuda, criando expectativa da operação do Santo Espírito.
Essas duas coisas tornam o coração sensível e permite que as estruturas de raciocínio formadas ao longo da nossa vida sejam transformadas. A mente de Cristo torna o nosso padrão. O céu passa a ser o lugar mais desejável (Cl 3.1 e 2).
Consagração é o maior desafio no dia a dia cristão. Dedicar a vida a Deus e se livrar dos males que influenciam nossos pensamentos e emoções é missão possível com a graça de Deus e com a disciplina daqueles que amam ao Senhor Jesus. Resultados obtidos somente quando mantemos sintonia com os Projetos de Deus.

Consagrar é dedicar ao Sagrado aquilo que é Sagrado.